Natal: Amor de Deus por Nós

Não é desconhecida a afirmação, a partir da fé cristã, de que natal é amor de Deus por nós. Mas o que isso quer dizer? O que é ou como se manifesta este amor?

Uma ilustração nos ajuda a perceber e compreender o amor com que Deus nos tem amado:

Conta-se que no princípio havia uma pessoa. A pessoa estava num lugar maravilhoso e era muito feliz, pois estava com o seu criador. O criador disse a pessoa que não pulasse dentro de um fundo buraco que tinha naquele lugar. Se pulasse, morreria. Mas outra voz disse que o buraco era um portal para a pessoa ser mais e melhor do que ela já era; se pulasse não morreria, mas seria igual ao criador.

A pessoa desconfiou da voz do criador e acreditou na segunda voz. Desejando ser mais e melhor, pulou no buraco. Dentro do buraco, logo percebeu que não ficou mais e melhor. Percebeu também que começou a morrer.

Passaram pelo buraco todos os deuses do mundo antigo. Um a um, e cada um deles disse a pessoa: “Faça sacrifícios dedicados a mim e, se você me agradar, quem sabe você sairá do buraco”.

Passaram ali também todos orixás e entidades espirituais e um a um, e cada um deles, à semelhança dos deuses do mundo antigo, disse: “Tente me subornar com oferendas e rituais. Talvez você consiga me controlar e sair do buraco”.

Chegou ali um homem chamado Maomé. Jogou um livro dentro do buraco e disse: “Se você ler o livro, for obediente fiel ao que o livro ensina – se preciso, seja radical e extremista –, quem sabe, se você realmente fizer por merecer, talvez Alá o tire do buraco”. Outro homem de sobrenome Kardec ensinou: “Seja bom e depois de centenas de reencarnações você sairá do buraco”. E ainda um homem “iluminado” sugeriu: “Eleve seu espírito para fora do buraco e viva como se estivesse fora do buraco”.

Também passou ali um cientista. Este disse: “Não existe buraco e não existe fora do buraco, a ciência prova o que estou dizendo. Então viva da melhor maneira possível e aproveite a sua existência”.

Um espiritualista moderno também deu a sua sugestão: “Todos os caminhos levam para fora do buraco. Procure dentro de você e encontrará a sua própria verdade e o seu próprio caminho para fora do buraco”.

Desde o início Jesus havia visto a pessoa no buraco e a sua impossibilidade de sair do buraco. Jesus se compadeceu da pessoa, tirou sua roupa de majestade, entrou no buraco, se colocou por baixo da pessoa, pegou-a no colo… e a tirou do buraco pagando caro preço por esse resgate.

Em todas as religiões, crenças e ideias não cristã sobre Deus e sobre o ser humano, exigem que o ser humano seja algo a mais do que um ser humano para conseguir o favor de seus deuses. O testemunho cristão é a única fé que anuncia que Deus se fez algo a menos do que Deus para demonstrar o seu favor para os seres humanos.

Em todas as religiões, crenças e ideias não cristã exige-se que o ser humano mude e se faça merecedor de conquistar o amor de seus deuses. O testemunho cristão é a única fé que anuncia que Deus ama o ser humano incondicionalmente, e de tal maneira que, não importando a história que o ser humano tenha vivido, Deus vem ao seu encontro e o envolve com seu amor… e isso dá nova vida.

Isso é amor! Isso é Natal!

Surfistas de Cristo, creiamos e anunciemos.

Glória a Deus nas alturas!

 

Por: Marcelo Jung

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *