FAZENDO O SEU MELHOR! (PARTE 2)

996525_468987349859398_1129597466_n

Na devocional anterior (publicada em 24 de agosto) buscamos na Palavra de Deus a verdade de que fomos feitos por Jesus Cristo seus representantes diante das pessoas e do mundo e refletimos, inspirados nos atletas olímpicos, que devemos fazer nosso melhor.

 

Nesta devocional, buscaremos, também inspirados nos atletas olímpicos, por atitudes que nos ajudam nesta nobre tarefa de representar bem a Jesus Cristo. Há, pelo menos, quatro atitudes que podemos imitar:

 

1- O atleta conhece o seu esporte.

Entre os atletas olímpicos há um empenho em conhecer bem o seu esporte: as regras; a maneira correta e mais segura de praticar; os detalhes que podem trazer a vitória…

Como representantes de Jesus é necessário que O conheçamos: quem Ele É; o que Ele faz; o que Ele promete; como Ele se relaciona conosco. É necessário conhecer a maneira de viver a vida cristã: a vontade de Deus; o que Ele considera certo e errado; como nos portar nos relacionamentos, no trabalho, no cultivo de hábitos, no uso do tempo. E é necessário conhecer o rumo que Jesus dá para nossa vida: os Seus objetivos; os Seus alvos; o final prometido por Ele.

E a tudo isso temos acesso estudando a bíblia; ouvindo a pregação da sua Palavra; meditando e conversando com Deus sobre os conteúdos da bíblia.

Até sabemos desta necessidade e onde supri-la, mas como está nossa prática?

Um atleta se empenha em conhecer seu esporte para representar bem o seu país. Uma pessoa cristã se empenha em conhecer a Jesus, sua Palavra, seus ensinamentos. O cristão tem essa busca como prioridade.

 

2- O atleta treina – tem uma rotina disciplinada.

Além de conhecer bem o seu esporte, os atletas treinam e praticam muito. Nesta prática, corrigem os erros; melhoram os acertos; tem como alvo ser cada vez melhor; cuidam de sua saúde com dieta e horários rígidos…

Para representar bem a Jesus é preciso praticar e obedecer ao que dele sabemos. E isso não é coisa fácil. Em Sua salvação, Jesus nos faz novas criaturas, mas em nós, até o final desta vida, habita e se manifesta diariamente a velha criatura; o eu inclinado para o pecado, que tem prazer naquilo que não agrada a Deus. E viver da fé significa viver em luta contra essa velha natureza, crendo que somos o que Jesus diz de nós e abandonando aquilo que éramos sem ele; nos apegando a vontade de Deus e abandonando a nossa vontade.

Assim como na vida de um atleta, a vida cristã envolve renuncias diárias: mentira; inveja; vingança; cobiça; ódio; luxúria; maldade; palavreado malicioso e vazio… e envolve treino / exercício para adquirir novo modo de vida: amor, alegria, paz, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, humildade, verdade, domínio próprio… É importante e confortante lembrar que o Espírito Santo nos ajuda neste exercício. É ele quem faz morrer a velha natureza e viver a nova natureza em nós.

 

3- O atleta promove seu esporte.

Basta um atleta desempenhar bem o seu esporte que imediatamente as pessoas passam a conhecer e até querer praticar o esporte. Quem conhecia a prova de canoagem (e deva bola para ela) antes de Isaquias Queiroz ganhar três meldalhas olímpicas?

Para representar a Jesus Cristo é preciso viver como suas testemunhas.

Reparem que não disse que precisamos desempenhar bem a tarefa de testemunhas de Jesus, e sim, que precisamos viver como testemunhas de Jesus. Ser testemunha de Jesus não é uma atividade, é uma maneira de viver; é algo que envolve todo nosso ser.

Certamente, Jesus quer que as outras pessoas ouçam o anuncio do Seu evangelho pela nossa boca, mas, acima de tudo, Ele quer que as pessoas possam vê-Lo em nosso viver!

Quando vemos uma fotografia do atleta Kelly Slater, de que esporte lembramos? (Precisa resposta?). Se crermos de todo coração que fomos feitos representantes de Jesus Cristo neste mundo, se buscarmos conhece-lo, e se praticarmos a sua vontade, a consequência será o testemunho fiel; será que quem nos ver verá a Ele e poderá encontra-se pessoalmente com Ele para experimentar Salvação e Vida Eterna.

 

4- O atleta ganha medalha de ouro.

Claro que entre os atletas olímpicos, só os vencedores, os que forem os melhores receberão medalhas como conquista de seu esforço próprio.

Quem crê em Jesus Cristo receberá a mais valiosa medalha de ouro – a Vida Eterna. E não serão só os melhores e não será por esforço próprio. Quem crê em Jesus já começa a “olimpíada da vida” com medalha de ouro. Jesus já venceu por nós e nos dará de presente (de graça) a sua glória eterna.

Esse presente não deveria nos fazer desleixar… viver de qualquer modo porque a medalha já está garantida, mas deve nos fazer perseverar ainda mais, para honrar a Jesus!

As pessoas em geral se perguntam e se preocupam em como terminarão a vida… terão êxito? Que resultado terão? Quem crê em Jesus já sabe o resultado, terá vida eterna; terá vitória. Deixemos que essa certeza nos ajude suportar as dificuldades e privações do treino e nos anime a não esmorecer nas provas permanecendo firmes no Senhor e na Sua fidelidade.

Um atleta olímpico sabe o objetivo de sua vida: representar bem o seu país. E por isso ele faz o melhor dando a vida pelo seu esporte.

Um cristão sabe o objetivo de sua vida: representar bem e Jesus Cristo. Conceda Deus que creiamos nisso. E que Ele nos ajude a fazer o melhor dando a vida por Aquele que deu a Sua vida por nós.

 

Por: Marcelo Jung

 

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *