Dar sua vida

 

 

Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação (Hebreus 9:28)

Morrer voluntariamente para que pessoas inocentes morram também… que crime atroz é o atentado suicida! O homem não deve dispor de sua vida nem da vida dos demais, pois isso pertence a Deus. Somente Ele a concede e a retoma.

Tal comportamento é o polo oposto do evangelho. Desde Sua glória, Deus viu o estado de perdição e degradação em que os homens caíram. Nada o obrigava a Se preocupar conosco, mas o Seu amor incompreensível quis nos salvar. Ele amou a humanidade de tal maneira que enviou Seu Filho ao mundo para expiar os pecados de todos os que nEle crêem. Ao entrar no mundo o Senhor Jesus disse: “Eis aqui venho (No princípio do livro está escrito de mim), Para fazer, ó Deus, a tua vontade” (Hebreus 10:7). Essa vontade tinha um duplo aspecto: o Deus Salvador queria salvar os pecadores, e a justiça de Deus exigia a punição do pecado.

O próprio Cristo Se ofereceu para ser este sacrifício. Ele que era sem pecado carregou como se fossem os dEle os pecados de todos os que crêem nEle. por essa oferta de Si mesmo nos libertou do juízo que merecíamos. Salvou os que estavam perdidos e deu vida aos que mereciam a morte. Não somente nos libertou “da potestade das trevas”, mas fomos transportados para o reino dEle como sendo o Filho do amor do Pai (Colossenses 1:12-13). A partir de então, quem crê tem um íntimo e indestrutível relacionamento com o Filho de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *