A velha e a nova maneira de viver em Cristo

 

 

Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus. (Ef 2.3-6.)

 

O HOMEM NATURAL ESTÁ SEPARADO DE DEUS, VIVENDO EM PRÁTICAS EGOÍSTAS E PERVERSAS.

 

Esta geração não vive conforme a vontade de Deus; perverteu-se por causa do engano do pecado. O mundo em que vivemos está conformado com o espírito de Satanás, o qual opera nos filhos da desobediência. 

 

 
1. O VELHO HOMEM (Ef 4.22-24; Cl 3.9; Rm 6.6)

O mal não está somente ao nosso redor; ele está também dentro de cada um. O nosso antigo modo de viver chama-se viver segundo a carne, segundo o velho homem.

Isso significa viver segundo a natureza adâmica e pecadora. O velho homem é rebelde, orgulhoso, egoísta, mau, impuro; ele está viciado nos desejos enganosos (o que é mau ele vê como sendo bom) e está dominado por impulsos e sentimentos negativos e perniciosos, tais como a raiva, o rancor, a concupiscência, a inveja, entre outros.

O resultado de viver dessa forma é a morte espiritual (que é a separação de Deus, conforme Romanos 3.23), além de tristeza, amargura, desânimo, etc. Como concertar isso?

 

 
2.  CRISTO, EM SUA MORTE, CRUCIFICOU O NOSSO VELHO HOMEM (Rm 6.6; 2 Co 5.14)

 Jesus disse na cruz: “Está consumado!” Dessa forma, tudo já está feito (Jo 19.30). Com a Sua morte, Ele completou a obra. O que devemos fazer agora é crer e proclamar isto, pois é a Palavra de Deus.

Então, como podemos nos despojar do Velho Homem? (Ef 4.22)

A. Crendo, confiando e considerando que nosso Velho Homem foi crucificado com Cristo e que estamos mortos para o pecado e vivos para Deus (Rm 6.6,11);
B. Não praticando o pecado (Rm 6.12,13), mas nos oferecendo a a Deus para o Seu serviço;
C. Fazendo morrer, pelo Espírito, as obras da carne (Rm 8.13; Cl 3.5).

 

 
3. REVESTÍ-VOS COM O NOVO HOMEM (Ef 4.22-24)

A. Temos vida nova quando nos unimos a Cristo. Uma nova vida foi gerada por Deus em nós; somos nova criação, um novo homem (2 Co 5.17);
B. Devemos viver em Cristo. Isto significa viver de acordo com o Novo Homem que Deus criou em nós por meio de JESUS CRISTO. Esse Novo Homem é a vida de Cristo em nós;
C. É uma operação espiritual. Viver de acordo com o Novo Homem é viver segundo o Espírito, e não obedecendo aos desejos da carne. É deixar que Cristo viva em nós (Gl 2.20);
D. Os frutos dessa Nova Vida são: submissão, humildade, mansidão, santidade, paciência, misericórdia, amor; é ser cheio de gozo, paz, bondade. É ser firme e forte em resistir ao pecado (Gl 5.22,23; Cl 3.12-15).

 

E pensando nessa “geração perversa”, aqui estão alguns dos pecados mais dominantes nos nossos dias:

  1. Impureza Sexual
  2. Materialismo e Avareza
  3. Raiva e Ira
  4. Vocabulário Chulo, Pervertido
  5. Falsidade e Mentira
  6. Ocultismo
  7. Pessimismo
  8. Vícios (drogas, álcool, pornografia, etc)
  9. Pagar na mesma moeda, Retribuir mal com o mal
  10. Injustiça
     

Como nascidos de novo, devemos rejeitar o viver na prática de atos e atitudes que entristeçam o Espírito de Deus. Antes, devemos andar em pleno comprometimento com o Reino Celestial.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *